cartografia

Cartografia Oficial

2846 record(s)

 

Type of resources

Available actions

INSPIRE themes

Provided by

Years

Formats

Representation types

Update frequencies

Status

Service types

Scale

Resolution

geoDescCode

cartografia

geographicCoverage

geographicCoverageDesc

inspirecore

referenceDateRange

denominatorRange

resolutionRange

dataPolicy

openServiceType

dataType

dataFormat

From 1 - 10 / 2846
  • Cartografia topográfica em formato vectorial à escala 1:50000 do continente. A informação encontra-se estruturada em vários níveis: altimetria (2D e 3D), hidrografia, rede rodoviária e ferroviária, toponímia, aglomerados populacionais , outras infra-estruturas de apoio, ocupação e uso do solo e limites administrativos. Seccionamento Rectangular 32 x 20 Km. Designação da zona de quadrícula UTM 29T. Identificação do quadrado de 100 Km NG. As linhas impressas a castanho na margem da folha referem-se ao sistema de coordenadas (Bessel- Bonne, Datum Lisboa).

  • Cartografia topográfica em formato vectorial à escala 1:50000 do continente. A informação encontra-se estruturada em vários níveis: altimetria (2D e 3D), hidrografia, rede rodoviária e ferroviária, toponímia, aglomerados populacionais , outras infra-estruturas de apoio, ocupação e uso do solo e limites administrativos. Seccionamento Rectangular 32 x 20 Km. Designação da zona de quadrícula UTM 29T. Identificação do quadrado de 100 Km PG. As linhas impressas a castanho na margem da folha referem-se ao sistema de coordenadas (Bessel- Bonne, Datum Lisboa). As coordenadas geográficas impressas a azul referem-se à Rede Geodésica Nacional, Elipsóide Internacional, Datum 73.

  • Cartografia topográfica em formato vectorial à escala 1:50000 do continente. A informação encontra-se estruturada em vários níveis: altimetria (2D e 3D), hidrografia, rede rodoviária e ferroviária, toponímia, aglomerados populacionais , outras infra-estruturas de apoio, ocupação e uso do solo e limites administrativos. Seccionamento Rectangular 32 x 20 Km. Designação da zona de quadrícula UTM 29T. Identificação do quadrado de 100 Km PGPF. As linhas impressas a castanho na margem da folha referem-se ao sistema de coordenadas (Bessel- Bonne, Datum Lisboa).

  • Cartografia topográfica em formato vectorial à escala 1:50000 do continente. A informação encontra-se estruturada em vários níveis: altimetria (2D e 3D), hidrografia, rede rodoviária e ferroviária, toponímia, aglomerados populacionais , outras infra-estruturas de apoio, ocupação e uso do solo e limites administrativos. Seccionamento Rectangular 32 x 20 Km. Designação da zona de quadrícula UTM 29T. Identificação do quadrado de 100 Km PG. As linhas impressas a castanho na margem da folha referem-se ao sistema de coordenadas (Bessel- Bonne, Datum Lisboa).

  • Tipologia de áreas urbanas, 2009 A Tipologia de áreas urbanas, para fins estatísticos, foi objeto de revisão em 2009. A 8.ª (2008) Deliberação da Secção Permanente de Coordenação Estatística publicada no Diário da República, 2ª série, n.º 188, de 28 de setembro de 2009, aprovou assim a referida tipologia bem como a sua aplicação a todas as freguesias do País, substituindo a anterior versão de 1998. A nova Tipologia de áreas urbanas (TIPAU 2009) consiste, à semelhança da versão de 1998, numa classificação tripartida das freguesias do território nacional em Áreas predominantemente urbanas (APU), Áreas mediamente urbanas (AMU) e Áreas predominantemente rurais (APR). A TIPAU 2009, para além de permitir a classificação do território nacional nas três categorias acima enunciadas, segundo o seu grau de urbanização, permite ainda definir “População urbana” como a população residente em APU (conceito 3915) e identificar e delimitar áreas urbanas com designação própria, enquanto conjuntos de freguesias APU contíguas, confinados ao limite do município. A TIPAU 2009 está disponível em duas versões distintas: uma estática, reportada à geografia utilizada para difusão dos Censos de 2001 (versão V00522), e outra floating, que integra atualizações posteriores ocorridas no Código da Divisão Administrativa (versão V00017). Esta versão floating tem por data de referência inicial 31/12/2002 e classifica provisoriamente as alterações do Código da Divisão Administrativa que ocorram posteriormente à geografia de difusão dos Censos de 2001. As atualizações posteriores a 31/12/2002 só são consideradas à data de 31/12 de cada ano. No caso de extracções para datas ao longo do ano é considerada sempre a geografia de 31/12 do ano anterior.

  • A Rede Nacional de Gravimetria tem como propósito fundamental a determinação do modelo do Geóide e a correção das observações de nivelamento geométrico de alta precisão, com vista à determinação das altitudes ortométricas.

  • A Rede Nacional de Estações Permanentes GNSS (ReNEP) é a infraestrutura de estações permanentes GNSS que contribui para a definição do Referencial Geodésico Nacional. Atualmente conta com 47 estações em todo o território Nacional, os dados são geridos e difundidos pela Direção-Geral do Território, sendo fornecidos gratuitamente em formatos standard.

  • O CORINE Land Cover 1990 (v3.0) é uma iniciativa da Agência Europeia do Ambiente (EEA), em conjunto com os Estados-Membros, que pretende caraterizar a ocupação/uso do solo no território de Portugal continental no ano de 1990. É uma cartografia temática produzida a partir de imagens de satélite de 1985/86/87, disponível em formato vetorial, com uma Unidade Mínima Cartográfica (UMC) de 25 hectares e com um sistema de classificação com 3 níveis hierárquicos e 44 classes no nível mais desagregado.

  • Os Sítios Natura 2000 são uma iniciativa da Comissão Europeia com o apoio da Agência Espacial Europeia e da Agência Europeia do Ambiente, em conjunto com os Estados-Membros. Representam zonas de proteção dos habitats e espécies naturais. É uma cartografia temática produzida a partir de imagens de satélite, disponível em formato vetorial, com uma Unidade Mínima Cartográfica (UMC) de ≥0.5 hectares e com um sistema de classificação com 62 classes.

  • Este conjunto de dados geográficos representa o resultado da aplicação da ferramenta "Range" previsto no relatório enunciado no Artigo 12 da Diretiva Aves 2009/147/CE para o período de 2008 / 2012 da Rede Natura 2000 que posteriormente foi harmonizado e preparado para ser disponibilizado no projeto Cross-Nature em formato RDF