Creation year

2010

111 record(s)

 

Type of resources

Available actions

Topics

INSPIRE themes

Keywords

Contact for the resource

orgNameSNIG

Provided by

Years

Formats

Representation types

Update frequencies

Status

Service types

Scale

Resolution

geoDescCode

cartografia

geographicCoverage

geographicCoverageDesc

inspirecore

referenceDateRange

denominatorRange

resolutionRange

dataPolicy

openServiceType

dataType

dataFormat

From 1 - 10 / 111
  • Two beach profiles (P2 and P3) were collected at S. Pedro do Estoril, Cascais (Portugal) as part of shoreline monitoring exercises. Survey was conducted in a situation of low tide and these beach profiles run perpendicular to the shoreline. Profile location and a description of points used are available in profile data (.xls).

  • The orthophotomaps at a scale of 1:5000 of Madeira Islands were made from a digital aerial survey with acquisition of digital photographs with a resolution of 30 cm. The flights were performed between July and September 2010 in three missions.

  • The orthophotomaps at a scale of 1:5000 of Desertas Islands were made from a digital aerial survey with acquisition of digital photographs with a resolution of 30 cm. The flights were performed between July and September 2010 in three missions.

  • Localização de zonas adjacentes a cursos de água (zonas ameaçadas pelas cheias), de acordo com o Decreto-Lei n.º 468/71, de 5 de Novembro, revisto pelo Decreto-Lei n.º 89/87, de 26 de Fevereiro.No território continental estão classificadas as zonas adjacentes das ribeiras da Laje (Decreto Regulamentar n.º 45/86, de 26 de setembro), das Vinhas (Portaria n.º 349/88, de 1 de junho) e de Colares (Portaria n.º 131/93, de 8 de junho), dos rios Jamor (Portaria n.º 105/89, de 15 de fevereiro) e Zêzere, entre a vila de Manteigas e a sua confluência com a ribeira de Porsim (Portaria n.º 849/87, de 3 de novembro, revogada pela Portaria n.º 1053/93, de 19 de outubro) e do alto Tâmega, entre o açude da Veiga e a cidade de Chaves (Portaria n.º 335/89, de 11 de maio).

  • A cartografia Corine Land Cover (CLC) tem uma nomenclatura hierárquica organizada em três níveis e com 44 classes de ocupação do solo, uma unidade mínima cartográfica (UMC) de 25 ha e uma distância mínima entre linhas de 100 m. O projecto CLC-RAM inclui a realização de um estudo de alterações entre as 3 datas de referência (1990, 2000 e 2006). A este conjunto de dados geográficos estão associados as alterações de 2000 vs 2006.

  • Regular depth grid built based on the Portuguese Hydrographic Institute (IH-PT) survey information and GEBCO datasets. This regular depth grid covers the entire Portuguese Exclusive Economic Zone (EEZ), with a 2 mile spacing.

  • Cartografia digital de 10 folhas da Série Cartográfica Nacional à escala 1:10000, relativas ao Município de Condeixa-a-Nova, numa extensão aproximada 13870 hectares. Para a aquisição da cartografia vetorial o sistema de referência utilizado foi o ETRS89-TM06.

  • A Carta de Uso e Ocupação do Solo de Portugal Continental para 2010 (COS2010v1.0) é uma cartografia temática de ocupação e uso do solo para Portugal Continental para o ano de 2010, sendo a Direção-Geral do Território a entidade responsável pela sua produção. A informação cartográfica da COS2010v1.0 encontra-se em formato vetorial e divide o espaço em unidades de paisagem (polígonos) que partilham os conceitos de uso e ocupação do solo, não contemplando quaisquer elementos lineares ou pontuais. A COS2010v1.0 tem uma unidade mínima cartográfica (UMC) de 1 ha, uma distância mínima entre linhas de 20m e a escala equivalente é 1:25 000. A nomenclatura é constituída por um sistema hierárquico de classes de ocupação/uso do solo, com cinco níveis, e possui 225 classes ao nível mais detalhado. Cada polígono da COS2010v1.0 é classificado apenas com um código de ocupação/uso do solo, selecionado do quinto nível hierárquico da nomenclatura. Os limites da COS2010v1.0 na fronteira com Espanha são os da Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP) versão 2010 e no lado do mar são definidos por fotointerpretação. A COS2010v1.0 foi produzida com base em interpretação visual de imagens aéreas ortorretificadas, de grande resolução espacial (50 cm) e quatro bandas espectrais (azul, verde, vermelho e infravermelho próximo). No processo de produção, bem como no controlo de qualidade, utilizaram-se bases de dados auxiliares provenientes de fontes diversas, incluindo séries multi-temporais intra-anuais de imagens de satélite. As unidades de paisagem com uma dimensão inferior à UMC (1 ha) foram generalizadas de acordo com as regras bem definidas. No processo de produção da COS2010, melhorou-se a COS para 2007 que já existia produzindo-se uma nova versão com mais 32 classes, e produziu-se uma COS para 1995 com 89 classes. Por serem as primeiras versões a serem disponibilizadas para o exterior, a COS1995 e a COS2010 designam-se respetivamente por COS1995v1.0 e COS2010v1.0. A COS2007 melhorada passará a designar-se por COS2007v2.0 e a versão que já existia antes por COS2007v1.0. A COS2010v1.0, COS2007v2.0 e COS1995v1.0 são espacial e temporalmente consistentes. A COS2010v1.0 possui uma exatidão posicional melhor ou igual a 5,5 m e as seguintes exatidões globais com um erro de 2% para um nível de confiança de 95%: Nível 1 – 97% Nível 2 – 91% Nível 3 – 86% Nível 4 – 81% Nível 5 – 76%

  • A cartografia Corine Land Cover (CLC) tem uma nomenclatura hierárquica organizada em três níveis e com 44 classes de ocupação do solo, uma unidade mínima cartográfica (UMC) de 25 ha e uma distância mínima entre linhas de 100 m.

  • Atualizações permanentes obtidas por trabalho de campo e por georeferenciação a partir dos ortofotomas de 2014 e 2015, pela Secção de Toponímia da CMS, entidade responsável pela manutenção e actualização dos dados.