From 1 - 10 / 31
  • Este conjunto de dados geográfico é constituído por pontos que identificam a localização de Pontos de Interesse relevantes no Município de Vale de Cambra. Tem como finalidade, fornecer aos munícipes informação dos pontos de interesse existentes bem como sua localização geográfica.

  • Estimativa da quantidade de carbono orgânico no solo, expressa em toneladas/hectare até 40cm de profundidade, obtida por modelação das medições recolhidas em amostras de 268 pontos da Rede ICP Forest, em 1995, 1999 e 2005.

  • Representação da condição das terras em termos de estado e tendências de degradação. Conjuga as classes de avaliação do estado e as classes de monitorização das tendências (também disponíveis em separado), e corresponde a uma implementação do Índice de Degradação dos Solos ou Índice de Degradação das Terras - Land Degradation Index (LDI) - baseada na metodologia 2dRUE e adotada no âmbito do Projeto DesertWatch lançado pela Agência Espacial Europeia em 2004. Tal implementação pretende assim representar a perda de funções ecológicas e a degradação das terras, incluindo o solo, conjugando: a) a avaliação da sua extensão e intensidade, com b) as estimativas da sua variação, incluindo as relativas à evolução do coberto vegetal.

  • Divisão do território em áreas suscetíveis e não suscetíveis à desertificação, definidas por espacialização e simplificação do Índice de aridez, o qual expressa a razão entre a precipitação anual e a evapotranspiração potencial anual.

  • Avalia a relação dos valores da precipitação (P) com os da evapotranspiração potencial (ETP) para cada local entre os anos 1960 e 2010. A classe das “Áreas Secas” definida por este índice inclui as subunidades: Sub-húmido Seco (P/ETP entre 50% e 65%), Semi-árido (20 -50%) e Árido (5 -20%), sendo que apenas as duas primeiras ocorrem regularmente em Portugal. Periodos 1960-1990, 1970-2000, 1980-2010, 2000-2010.

  • Cartografia em formato digital relativa à delimitação das áreas integradas em Zonas de Caça, independentemente do seu tipo (ZCM- Zonas de Caça Municipais, ZCT- Zonas de Caça Turísticas, ZCA- Zonas de Caça Associativas).

  • Indicador biofísico que estima a qualidade da vegetação quanto às suas capacidades de resiliência e/ou combate à desertificação, e que resulta do tratamento conjugado de 6 parâmetros ou indicadores de base: Risco de Incêndio, Protecção da Erosão, Resistência à Seca, Coberto Vegetal (horizontal), Coberto Estrutural (vertical) e Proximidade ao Climax.

  • Informação associada à salvaguarda e monitorização da população de Roazes do estuário do Sado. Inclui 2 camadas: - área de intervenção do Plano de Acão para a Salvaguarda e Monitorização da População Residente de Roazes do Estuário do Sado; esta área poderá ser alterada, em função dos resultados obtidos com o programa de monitorização; - pontos e dados de observação da espécie (Tursiops truncatus) no âmbito do Plano de Acão para a Salvaguarda e Monitorização da População Residente de Roazes do Estuário do Sado.

  • Espécies da fauna, flora e aves do Plano Setorial da Rede Natura 2000 (PSRN2000)

  • Mapeamento digital do habitat prioritário sebas (ervas marinhas – subtipos 1110pt2, 1110pt3 e 1110pt4 do habitat 1110 da Rede Natura 2000) do estuário do Sado, realizado no âmbito do projeto ORTOSado-2021 a partir de ortofotomapas RGBi de 0,2 x 0,2 m de pixel, produzidos pela Municipia S.A. nos dias 7 e 8 de outubro de 2021.