referenceDateRange

02_2005_2015

11026 record(s)

 

Type of resources

Available actions

Topics

Keywords

Contact for the resource

orgNameSNIG

Provided by

Years

Formats

Representation types

Update frequencies

Status

Service types

Scale

Resolution

geoDescCode

cartografia

geographicCoverage

geographicCoverageDesc

inspirecore

referenceDateRange

denominatorRange

resolutionRange

dataPolicy

openServiceType

dataType

dataFormat

From 1 - 10 / 11026
  • Two beach profiles (P2 and P3) were collected at S. Pedro do Estoril, Cascais (Portugal) as part of shoreline monitoring exercises. Survey was conducted in a situation of low tide and these beach profiles run perpendicular to the shoreline. Profile location and a description of points used are available in profile data (.xls).

  • Cartografia topográfica em formato vetorial à escala 1:10 000 do continente. Para a elaboração desta série foram construidos dois modelos, o Modelo Numérico Topográfico (MNT) que é fundamentalmente vocacionado para utilizadores que pretendam construir um SIG. Deste modelo é derivado o Modelo Numérico Cartográfico (MNC) por aplicação das convenções cartográficas. O Modelo Numérico Altimétrico é um subconjunto do MNT para a informação altimétrica contendo informação do relevo, materializada pela rede de triângulos (TIN), ou em grelha no modo ASCII. A informação associada ao MNT encontra-se multicodificada e estruturada segundo os domínios seguintes: rede geodésica, limites, relevo, altimetria (2D e 3D), construções, estruturas de transporte e abastecimento, áreas de lazer e recreio, vias de comunicação, áreas agricolas e florestais, hidrografia (2D e 3D), áreas diversas e áreas industriais. A codificação é feita através de códigos de 8 digitos identificando domínio, sub-domínio, Familia e Objecto, que definem cada tipo de elemento univocamente no catálogo de objectos.

  • Cartografia topográfica em formato vetorial à escala 1:10 000 do continente. Para a elaboração desta série foram construidos dois modelos, o Modelo Numérico Topográfico (MNT) que é fundamentalmente vocacionado para utilizadores que pretendam construir um SIG. Deste modelo é derivado o Modelo Numérico Cartográfico (MNC) por aplicação das convenções cartográficas. O Modelo Numérico Altimétrico é um subconjunto do MNT para a informação altimétrica contendo informação do relevo, materializada pela rede de triângulos (TIN), ou em grelha no modo ASCII. A informação associada ao MNT encontra-se multicodificada e estruturada segundo os domínios seguintes: rede geodésica, limites, relevo, altimetria (2D e 3D), construções, estruturas de transporte e abastecimento, áreas de lazer e recreio, vias de comunicação, áreas agricolas e florestais, hidrografia (2D e 3D), áreas diversas e áreas industriais. A codificação é feita através de códigos de 8 digitos identificando domínio, sub-domínio, Familia e Objecto, que definem cada tipo de elemento univocamente no catálogo de objectos.

  • Cartografia topográfica em formato vetorial à escala 1:10 000 do continente. Para a elaboração desta série foram construidos dois modelos, o Modelo Numérico Topográfico (MNT) que é fundamentalmente vocacionado para utilizadores que pretendam construir um SIG. Deste modelo é derivado o Modelo Numérico Cartográfico (MNC) por aplicação das convenções cartográficas. O Modelo Numérico Altimétrico é um subconjunto do MNT para a informação altimétrica contendo informação do relevo, materializada pela rede de triângulos (TIN), ou em grelha no modo ASCII. A informação associada ao MNT encontra-se multicodificada e estruturada segundo os domínios seguintes: rede geodésica, limites, relevo, altimetria (2D e 3D), construções, estruturas de transporte e abastecimento, áreas de lazer e recreio, vias de comunicação, áreas agricolas e florestais, hidrografia (2D e 3D), áreas diversas e áreas industriais. A codificação é feita através de códigos de 8 digitos identificando domínio, sub-domínio, Familia e Objecto, que definem cada tipo de elemento univocamente no catálogo de objectos.

  • Cartografia topográfica em formato vetorial à escala 1:10 000 do continente. Para a elaboração desta série foram construidos dois modelos, o Modelo Numérico Topográfico (MNT) que é fundamentalmente vocacionado para utilizadores que pretendam construir um SIG. Deste modelo é derivado o Modelo Numérico Cartográfico (MNC) por aplicação das convenções cartográficas. O Modelo Numérico Altimétrico é um subconjunto do MNT para a informação altimétrica contendo informação do relevo, materializada pela rede de triângulos (TIN), ou em grelha no modo ASCII. A informação associada ao MNT encontra-se multicodificada e estruturada segundo os domínios seguintes: rede geodésica, limites, relevo, altimetria (2D e 3D), construções, estruturas de transporte e abastecimento, áreas de lazer e recreio, vias de comunicação, áreas agricolas e florestais, hidrografia (2D e 3D), áreas diversas e áreas industriais. A codificação é feita através de códigos de 8 digitos identificando domínio, sub-domínio, Familia e Objecto, que definem cada tipo de elemento univocamente no catálogo de objectos.

  • Cartografia topográfica em formato vetorial à escala 1:10 000 do continente. Para a elaboração desta série foram construidos dois modelos, o Modelo Numérico Topográfico (MNT) que é fundamentalmente vocacionado para utilizadores que pretendam construir um SIG. Deste modelo é derivado o Modelo Numérico Cartográfico (MNC) por aplicação das convenções cartográficas. O Modelo Numérico Altimétrico é um subconjunto do MNT para a informação altimétrica contendo informação do relevo, materializada pela rede de triângulos (TIN), ou em grelha no modo ASCII. A informação associada ao MNT encontra-se multicodificada e estruturada segundo os domínios seguintes: rede geodésica, limites, relevo, altimetria (2D e 3D), construções, estruturas de transporte e abastecimento, áreas de lazer e recreio, vias de comunicação, áreas agricolas e florestais, hidrografia (2D e 3D), áreas diversas e áreas industriais. A codificação é feita através de códigos de 8 digitos identificando domínio, sub-domínio, Familia e Objecto, que definem cada tipo de elemento univocamente no catálogo de objectos.

  • Cartografia topográfica em formato vetorial à escala 1:10 000 do continente. Para a elaboração desta série foram construidos dois modelos, o Modelo Numérico Topográfico (MNT) que é fundamentalmente vocacionado para utilizadores que pretendam construir um SIG. Deste modelo é derivado o Modelo Numérico Cartográfico (MNC) por aplicação das convenções cartográficas. O Modelo Numérico Altimétrico é um subconjunto do MNT para a informação altimétrica contendo informação do relevo, materializada pela rede de triângulos (TIN), ou em grelha no modo ASCII. A informação associada ao MNT encontra-se multicodificada e estruturada segundo os domínios seguintes: rede geodésica, limites, relevo, altimetria (2D e 3D), construções, estruturas de transporte e abastecimento, áreas de lazer e recreio, vias de comunicação, áreas agricolas e florestais, hidrografia (2D e 3D), áreas diversas e áreas industriais. A codificação é feita através de códigos de 8 digitos identificando domínio, sub-domínio, Familia e Objecto, que definem cada tipo de elemento univocamente no catálogo de objectos.

  • Cartografia topográfica em formato vetorial à escala 1:10 000 do continente. Para a elaboração desta série foram construidos dois modelos, o Modelo Numérico Topográfico (MNT) que é fundamentalmente vocacionado para utilizadores que pretendam construir um SIG. Deste modelo é derivado o Modelo Numérico Cartográfico (MNC) por aplicação das convenções cartográficas. O Modelo Numérico Altimétrico é um subconjunto do MNT para a informação altimétrica contendo informação do relevo, materializada pela rede de triângulos (TIN), ou em grelha no modo ASCII. A informação associada ao MNT encontra-se multicodificada e estruturada segundo os domínios seguintes: rede geodésica, limites, relevo, altimetria (2D e 3D), construções, estruturas de transporte e abastecimento, áreas de lazer e recreio, vias de comunicação, áreas agricolas e florestais, hidrografia (2D e 3D), áreas diversas e áreas industriais. A codificação é feita através de códigos de 8 digitos identificando domínio, sub-domínio, Familia e Objecto, que definem cada tipo de elemento univocamente no catálogo de objectos.

  • Cartografia topográfica em formato vetorial à escala 1:10 000 do continente. Para a elaboração desta série foram construidos dois modelos, o Modelo Numérico Topográfico (MNT) que é fundamentalmente vocacionado para utilizadores que pretendam construir um SIG. Deste modelo é derivado o Modelo Numérico Cartográfico (MNC) por aplicação das convenções cartográficas. O Modelo Numérico Altimétrico é um subconjunto do MNT para a informação altimétrica contendo informação do relevo, materializada pela rede de triângulos (TIN), ou em grelha no modo ASCII. A informação associada ao MNT encontra-se multicodificada e estruturada segundo os domínios seguintes: rede geodésica, limites, relevo, altimetria (2D e 3D), construções, estruturas de transporte e abastecimento, áreas de lazer e recreio, vias de comunicação, áreas agricolas e florestais, hidrografia (2D e 3D), áreas diversas e áreas industriais. A codificação é feita através de códigos de 8 digitos identificando domínio, sub-domínio, Familia e Objecto, que definem cada tipo de elemento univocamente no catálogo de objectos.

  • Cartografia topográfica em formato vetorial à escala 1:10 000 do continente. Para a elaboração desta série foram construidos dois modelos, o Modelo Numérico Topográfico (MNT) que é fundamentalmente vocacionado para utilizadores que pretendam construir um SIG. Deste modelo é derivado o Modelo Numérico Cartográfico (MNC) por aplicação das convenções cartográficas. O Modelo Numérico Altimétrico é um subconjunto do MNT para a informação altimétrica contendo informação do relevo, materializada pela rede de triângulos (TIN), ou em grelha no modo ASCII. A informação associada ao MNT encontra-se multicodificada e estruturada segundo os domínios seguintes: rede geodésica, limites, relevo, altimetria (2D e 3D), construções, estruturas de transporte e abastecimento, áreas de lazer e recreio, vias de comunicação, áreas agricolas e florestais, hidrografia (2D e 3D), áreas diversas e áreas industriais. A codificação é feita através de códigos de 8 digitos identificando domínio, sub-domínio, Familia e Objecto, que definem cada tipo de elemento univocamente no catálogo de objectos.