From 1 - 10 / 28
  • Carta obtida por georeferenciação a partir dos ortofotomas de 2004 , produzida pelo Departamento de Obras Municipais (DOM), entidade responsável pela manutenção e actualização dos dados.

  • O CDG- Vinhas é constituido pelo conjunto de todas as parcelas de vinha plantadas em Portugal Continental. O elemento é a parcela de vinha e é definida como sendo uma porção contínua de terreno ocupada com vinha que constitui uma entidade distinta no que respeita a destino de produção, tipo de cultura, modo de exploração,modo de condução, idade da plantação e irrigação. É caracterizada geográficamente por um poligono (limite de parcela com vinha) e por um ponto (centroíde) colocado no interior desse poligono. Sendo que o centróide é obtido a partir das coordenadas rectangulares de um ponto, sendo os seis primeiros algarismos a indicação da abcissa (X ou M) e os seis ultimos da ordenada (Y ou P) mantendo-se unívoco para todo o país. A este conjunto de 12 algarismos é dado o nome de geocódigo. Este geocódigo assegura a ligação entre a informação gráfica e alfanumerica de uma parcela de vinha. A entidade responsável pela produção, gestão e controlo do conjunto de parcelas vitícolas(Cadastro Vitícola) é o Instituto da Vinha e do Vinho I.P.(IVV,I.P.). Com a adesão de Portugal à Comunidade Económica europeia foi estabelecido o Ficheiro Vitivinícola Comunitário para uma melhor gestão e controlo do potencial vitícola. A primeira fase foi o Projecto Douro onde foram levantadas todas as parcelas vitícolas da Região demarcada do Douro e da Região Vitivinícola de Távora e Varosa e a segunda fase foi o Ficheiro Vitivinícola Simplificado em 2000 que fez o levantamento das parcelas Vitícolas do resto do país. Entre 2001 e Outubro de 2007 a actualização desta informação era feita no Sistema informação geográfica Vitícola (SIGV), e a partir de Novembro de 2007 passou a ser efectuada no Sistema de Informação da Vinha e do Vinho (SIvv) . Foram utilizados ortofotomapas de diversas origens e datas para a digitalização das parcelas.

  • Carta obtida por georeferenciação a partir dos Ortofotomapas Novembro de 2004 e posterior validação no terreno, produzida pela Divisão de Planeamento e Estudos Urbanos, da Câmara Municipal de Sintra.

  • Carta obtida por georeferenciação a partir dos Ortofotomapas Novembro de 2004 e posterior validação no terreno, produzida pela Divisão dos Sistemas de Informação, da Câmara Municipal de Sintra.

  • Carta obtida por georeferenciação a partir dos Ortofotomapas Novembro de 2004 e posterior validação no terreno, produzida pela Divisão de Saúde e Acção Social, da Câmara Municipal de Sintra.

  • Carta obtida por georeferenciação a partir dos Ortofotomapas Novembro de 2004 e posterior validação no terreno, produzida pela Divisão de Educação(DEDU) em parceria com a Divisão dos Sistemas de Informação Geográfica(DSIG), da Câmara Municipal de Sintra (CMS).

  • Carta obtida por georeferenciação a partir dos Ortofotomapas Novembro de 2004 e posterior validação no terreno, produzida pela Divisão dos Sistemas de Informação Geográfica, da Câmara Municipal de Sintra.

  • Cartografia Topográfica de Imagem homologada: Cartografia 1:10000 Municipios de AMCB - Almeida, Belmonte, Celorico da Beira, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Fundão, Guarda, Meda, Penamacor, Pinhel, Sabugal e Trancoso

  • Cobertura Regular de ortofotos de 50 cm. Ortoimagens do território de Portugal Continental adquiridas com câmara fotogramétrica digital, com resolução espacial (GSD) de 0,5 m, com quatro bandas espetrais (RGB+NIR), obtida por mosaico de fotografia aérea ortorretificada. Este conjunto de dados compreende uma divisão em ficheiros de 4 km x 5 km nas direcções E-O e N-S, respetivamente. Possui um período de renovação bianual.

  • Carta obtida por georeferenciação a partir dos ortofotomas de 2004 , produzida pela Divisão de Habitação da Câmara Municipal de Sintra, entidade responsável pela manutenção e actualização dos dados.