Format

ESRI shapefile

39 record(s)

 

Type of resources

Available actions

INSPIRE themes

Provided by

Years

Formats

Representation types

Update frequencies

Status

Scale

geoDescCode

cartografia

geographicCoverage

geographicCoverageDesc

inspirecore

referenceDateRange

denominatorRange

resolutionRange

dataPolicy

openServiceType

dataType

dataFormat

From 1 - 10 / 39
  • O mapa Corine Land Cover Alterações 1990-2000 para a Região Autónoma dos Açores (CHA-RAA1990-2000) foi produzido na Divisão de Informação Geográfica (DIG) na Direção Geral do Território (DGT) e em parceria com Secretaria Regional da Ciência Tecnologia e Equipamentos (SRCTE) da Região Autónoma dos Açores. Tendo sido esta última, a ter a iniciativa e conjuntamente com o programa Proconvergência, a financiar este projeto. Contou ainda com a participação da Agência Europeia do Ambiente (EEA), através do fornecimento de dados de base e controlo de qualidade temática. O CHA-RAA1990-2000 é um mapa de uso e ocupação do solo, disponível em formato vetorial, à escala 1:100 000, com uma Unidade Miníma Cartográfica(UMC) de 5 ha, com um sistema de classificação com 3 níveis hierárquicos e 44 classes no nível mais desagregado. Cada polígono de alterações têm 2 códigos: um referente ao uso e ocupação do solo de 2000 e o outro referente a 1990. Este mapa foi gerado através de interpretação visual de imagens de satélite de 1990 e 2000. A exatidão geométrica é melhor que 100m.

  • O mapa Corine Land Cover Alterações 2000-2006 para a Região Autónoma dos Açores (CHA-RAA2006-2000) foi produzido na Divisão de Informação Geográfica (DIG) na Direção Geral do Território (DGT) e em parceria com a Secretaria Regional da Ciência Tecnologia e Equipamentos (SRCTE) da Região Autónoma dos Açores. Tendo sido esta última, a ter a iniciativa e conjuntamente com o programa Proconvergência, a financiar este projeto. Contou ainda com a participação da Agência Europeia do Ambiente (EEA), através do fornecimento de dados de base e controlo de qualidade temática. O CHA-RAA2006-2000 é um mapa de uso e ocupação do solo, disponível em formato vetorial, à escala 1:100 000, com uma Unidade Miníma Cartográfica(UMC) de 5 ha, com um sistema de classificação com 3 níveis hierárquicos e 44 classes no nível mais desagregado. Cada polígono de alterações têm 2 códigos: um referente ao uso e ocupação do solo de 2000 e o outro referente a 2006.Este mapa foi gerado através de interpretação visual de imagens de satélite de 2000 e 2006. A exactidão geométrica é melhor que 100m.

  • Coordenadas dos fotopontos (FP) da 3.ª Revisão do Inventário Florestal Nacional (3.ª Rev. IFN), também designado por 4.º IFN (IFN4) , obtidos da fotointerpretação, monoscopica, sobre cópias, à escala 1:10.000, do vôo efectuado para todo o território Continental à escala 1:30.000. Os FP contêm a classificação quanto ao uso do solo (agrícola, florestal, incultos, improdutivos, social, águas) e ocupação das espécies florestais (pinheiro bravo, pinheiro manso, outras resinosas, sobreiro, azinheira, outros quercus, eucalipto, castanheiro e outras folhosas). As coordenadas de cada FP têm um erro associado não constante pelo que não podem ser utilizados em trabalhos cuja geo-referenciação exija precisão.

  • Cartografia vetorial produzida à escala 1: 25 000 no âmbito da elaboração do Plano Regional da Água (PRA) dos Açores, publicado através do Decreto Legislativo Regional n.º 19/2003/A, de 23 de Abril. Os dados geográficos do PRA foram obtidos através da recolha e processamento de um significativo conjunto de informação georeferenciada, incluindo elementos e bases cartográficas provenientes do IGeoE e do Plano Regional do Ordenamento do Território dos Açores (PROTA).

  • Escorregamentos da orla costeira da Ilha das Flores. Cartografia vetorial produzida no âmbito do projecto GEMAS - Localização e Distribuição de Areias em redor das ilhas de São Miguel, Pico, Faial e Flores, que teve como intuito obter conhecimento mais aprofundado sobre os volumes existentes e localizações de bancos de areia submersa, por forma a garantir a protecção da orla costeira e por ser impraticável a exploração de sedimentos a profundidades superiores a 80 m. Os dados geográficos relativos a esta informação foram produzidos pela Direcção Regional do Ordenamento do Território e dos Recursos Hídricos (DROTRH), com base nos trabalhos efectuados pelo Departamento de Oceanografia e Pescas da Universidade dos Açores para a realização do referido estudo, à escala 1:25 000.

  • A georeferenciação dos estabelecimentos de ensino da ilha de São Miguel foi efectuada utilizando a designação e morada compiladas por outras entidades e a cartografia vectorial do Sistema de Informação Geográfica dos Endereços dos Açores - SIGEndA. Nas situações em que se verificam discrepâncias entre a morada fornecida por outras entidades e os dados do SIGEndA, optou-se pela utilização da toponímia presente no SIGEndA. Nas situações em que foi impossível georeferenciar correctamente o estabelecimento de ensino, optou-se por criar um ponto aleatoriamente no arruamento em que se localiza.

  • Planimetria à escala 1:5000 do concelho da Povoação (ilha de São Miguel) de 2003, constituída pelos seguintes temas: solos (tipos e coberturas), altimetria 2D, edificações, rede viária e transportes, hidrografia, limites (muros, vedações, sebes), localidades, estruturas de abastecimento e comunicações, áreas rochosas, acidentes topográficos, vértices geodésicos, áreas diversas.

  • Pousadas de Juventude do Grupo Oriental da Região Autónoma dos Açores. Dados referentes a 2011.

  • Carta Administrativa da Região Autónoma dos Açores (CARAA) - Grupo Central - Limites Administrativos Oficiais (Limites de Distrito, de Município e de Freguesia). A esta informação está associada a toponímia, bem como outra informação descritiva como seja a área oficial de cada circunscrição administrativa. A CARAA foi elaborada tendo por base a Carta Administrativa Oficial de Portugal (CAOP).

  • Pousadas de Juventude do Grupo Central da Região Autónoma dos Açores. Dados referentes a 2011.