From 1 - 10 / 27
  • Planta de Síntese do Plano de Ordenamento do Parque Natural do Vale do Guadiana (POPNVG) publicada RCM n.º 161/2004, de 10 de novembro. Constitui uma das cartas elaboradas na fase de Ordenamento do Plano, e encontra-se dividida em cinco folhas publicadas á escala 1:25000.

  • Massas de água ou seus troços geridos por uma entidade concessionária (associações de pescadores legalmente constituídas ou Municípios) a quem o exclusivo de pesca é atribuído por um período não superior a 10 anos; são zonas sujeitas a Regulamento próprio onde apenas é permitida a pesca lúdica e a pesca desportiva.

  • Área de distribuição confirmada e provável das alcateias de lobo-ibérica em Portugal, através da realização de censos entre os anos 2002 e 2003.

  • Georreferenciação das alcateias de lobo-ibérica em Portugal, através da realização de censos entre os anos 2002 e 2003.

  • Classificação em grelha 10x10 km do nível de confirmação para a presença do lobo-ibérico, sendo os níveis de confrimação os seguinte: Confirmada, Provável ou Não Detectada.

  • Planta de Síntese do Plano de Ordenamento do Parque Natural do Tejo Internacional (POPNTI) publicada RCM n.º 176/2008, de 24 de Novembro . Constitui uma das cartas elaboradas na fase de Ordenamento do Plano e está dividia em quatro folhas (Desenho nº8-A, Desenho nº8-B, Desenho nº8-C e Desenho nº8-D), publicada á escala 1:25000.

  • Limite territorial dos 7 PROF (LVT, ALG, ALT, CI, CL, TMAD e EDM) decorrentes dos processos de revisão dos 21 PROF anteriores.

  • Management Plan of the Sintra - Cascais Natural Park published by the RCM nº1-A/2004, dated 8 January. Represents one of the map produced in the Space Planning Third phase of the Plan and is divided into four grids, published at 1: 10000 and one grid at 1:25000 scale. Delimits space classes, depending on the dominant use and establishing operative units of planning and management. The use of this resource does not exempt the consultation of the official documents.

  • Representa um índice que apresenta estimativas absolutas da variação do coberto vegetal para cada sítio e durante o decénio em extensão e da intensidade da perda de funções ecológicas e da degradação das terras, incluindo o solo.

  • Avalia a relação dos valores da precipitação (P) com os da evapotranspiração potencial (ETP) para cada local entre os anos 1971 e 2000. A classe das “Áreas Secas” definida por este índice inclui as subunidades: Sub-húmido Seco (P/ETP entre 50% e 65%), Semi-árido (20 -50%) e Árido (5 -20%), sendo que apenas as duas primeiras ocorrem regularmente em Portugal.