Reservas da biosfera

Conjunto de Dados Geográficos
Identificação do Conjunto de Dados Geográficos
Elementos de Referência
Titulo: Reservas da biosfera (eng)
Título Alternativo: Reserva da Biosfera da UNESCO
Data de Referência: 2011-06-30, Criação; 2013-10-25, Revisão
Edição:
Data de Edição:
Identificador: http://id.igeo.pt/cdg/63406e7e-c71f-41a2-bc01-de3d2f0142e3
Série:
Resumo
As Reservas da Biosfera são amostras representativas de ecossistemas marinhos, terrestres ou costeiros onde se promovem soluções para reconciliar a conservação da biodiversidade com o seu uso sustentável. São reconhecidas internacionalmente (Programa Man & Biosphere da UNESCO), designadas por governos nacionais e permanecem sob a jurisdição soberana dos estados onde se localizam. Ao longo do seu zonamento em área(s) Núcleo, Tampão e Transição têm que promover 3 funções: conservação do património natural e cultural, desenvolvimento sustentável, divulgação e conhecimento. Somente a área Núcleo necessita de proteção legal, podendo corresponder a uma área protegida pré existente, como uma reserva ou parque natural. (eng)
Objectivo
Conservação de paisagens, ecossistemas e espécies; Desenvolvimento social, cultural e ecologicamente sustentável; Criação de uma plataforma de investigação, monitorização, educação e troca de informação adequada.
Contacto (pointOfContact)
Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, I.P., Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, I.P.
Telefone: (351) 213 507 900 , Fax:
Endereço: Avenida da República, nº 16 A e B, Lisboa, 1050-191, Portugal
Palavras-chave Descritivas (Tema)
Palavras-chave: Sítios protegidos
Thesaurus
Titulo: GEMET - INSPIRE themes, version 1.0
Título Alternativo:
Data de Referência: 2008-06-01, Publicação
Edição:
Data de Edição:
Identificador:
Série:
Palavras-chave Descritivas ()
Palavras-chave: Biodiversidade e Conservação; Áreas classificadas; Reservas da Biosfera; SNAC
Palavras-chave Descritivas ()
Palavras-chave: Limites estabelecidos por lei ou por convenção
Palavras-chave Descritivas ()
Palavras-chave: INSPIRECORE; iGEO; infoMapAccessService; infoFeatureAccessService; Cartografia Oficial
Palavras-chave Descritivas ()
Palavras-chave: Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, I.P.; ICNF, I.P.; ICNF
Palavras-chave Descritivas ()
Palavras-chave: Meseta Ibérica; Berlengas; Tejo; Paul do Boquilobo; Gerês; Castro Verde
unclassified
Restrições
Limitação Ao Uso: Sem restrições
Restrições de Acesso: otherRestrictions
Restrições ao Uso: otherRestrictions
Outras Restrições: A utilização ou divulgação deste conjunto de dados geográficos requer sempre a indicação expressa da sua proveniência e autoria: ICNF.
Sem restrições
Resolução Espacial
Escala Equivalente (denominador): 25000
Distância no Terreno (metros):
Extensão
Descrição da Extensão:
Extensão Geográfica
W: -9.96406, E: -9.10417, S: 39.11432, N: 39.79423
Identificador Geográfico: PT1
Créditos: CMP - Camara Municipal de Peniche; IPL - Escola Superior de Tecnologia do Mar; Universidade de Aveiro; Reserva Natural das Berlengas
Tipo de Representação Espacial: Vectorial
Idioma do CDG: Português
Conjunto de Caracteres Utilizados: utf8
Categoria Temática: Oceanos ; Ambiente
Distribuição
Formato
Nome do Formato: Esri Shapefile
Versão: Não se aplica
Formato
Nome do Formato: KML
Versão: Não se aplica
Contacto (Distribuidor)
Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, I.P., Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, I.P.
Telefone: (351) 213 507 900 , Fax:
Endereço: Avenida da República, nº 16 A e B, Lisboa, 1050-191, Portugal
Opções de Distribuição
Unidades de Distribuição:
Tamanho de Transferência (Mb):
Acesso Online
Função do Recurso Online:
Função do Recurso Online:
Função do Recurso Online:
Função do Recurso Online:
Função do Recurso Online:
Qualidade
Nível Hierárquico dos Dados: Conjunto de Dados Geográficos
Histórico
Declaração
O Programa “O Homem e a Biosfera” (“Man and the Biosphere” - MaB), da UNESCO, foi lançado em 1971 e centra-se na relação existente entre as sociedades humanas e os ecossistemas. O Projeto “MaB”, iniciado em 1974, originou a Rede Mundial de Reservas da Biosfera. Esta última (em out. 2012), já englobava 610 sítios, espalhados por 117 países, constituindo a vertente mais importante do Programa MaB. Mas muito mudou neste nosso mundo (qualquer que seja o domínio considerado) desde 1971 até ao presente, facto que, só por si, gera interrogações pertinentes em torno dos atuais estatuto e função das Reservas da Biosfera. É neste quadro que se inscreve a controvérsia gerada em volta das “Reservas de 1.ª geração” (as decorrentes do programa original MaB) e as “Reservas de 2.ª geração” (decorrentes da Estratégia de Sevilha -1995) “opondo”, grosso modo, “conservacionistas” e “desenvolvimentistas”. Entretanto, “urbanização”, “mudança climática” e “perda acelerada da biodiversidade” tornaram-se problemas de natureza global obrigando o Programa MaB a uma redefinição dos seus objetivos / práticas iniciais. O facto de mais de metade da população mundial já viver em ambientes urbanos traduz-se em mudanças evidentes a nível das características do espaço, nomeadamente no uso dos recursos e coberto do solo, para além de gerar uma variedade de práticas antes desconhecidas. Muitas Reservas da Biosfera já se encontram às portas de zonas recentemente urbanizadas com todas as consequências/potencialidades que daí advém. Apesar da polémica que cerca a mudança climática, esta é uma questão que, por razões óbvias, se coloca à sociedade, dada a sua incidência na generalidade dos ecossistemas (não esquecer as emissões de CO2 e outros gases com efeitos de estufa). De momento, procura-se concretizar a ideia de que a Rede Mundial de Reservas da Biosfera pode servir de apoio ao desenvolvimento de práticas e estratégias de resiliência. A perda acelerada de biodiversidade é outro facto indesmentível. Neste domínio, as Reservas da Biosfera poderiam assumir um papel de relevo como modelos de gestão dos recursos naturais e a ideia de sustentabilidade pode encontrar um ponto de apoio no tipo de ordenamento - núcleo, zona tampão e zona de transição - existente nas mesmas. A criação de uma Reserva da Biosfera - aspeto do Programa MaB que, em Portugal, assume maior relevância - visa três objetivos principais: a conservação de paisagens, ecossistemas e espécies; um desenvolvimento social, cultural e ecologicamente sustentável; e a criação de uma plataforma de investigação, monitorização, educação e troca de informação adequada. O “Paul do Boquilobo” foi a primeira Reserva da Biosfera (aprovada em 1981) classificada em Portugal, situação que se manteve durante muito tempo. Foi necessário esperar por 2006 para que surgissem novas candidaturas - “Ilha do Corvo” (aprovada em 2007) e “Ilha Graciosa” (aprovada em 2007) - desta feita apresentadas pelo Governo Regional dos Açores. No ano seguinte, 2008, essa mesma Entidade apresentou a candidatura da “Ilha das Flores” (aprovada em 2009) enquanto o “Parque Nacional da Peneda-Gerês” em conjunto com o “Parque Natural da Baixa Limia” (Galiza - Espanha) apresentaram a candidatura “Reserva da Biosfera Transfronteiriça Gerês-Xurés” (aprovada em 2009). Ainda em 2009, o Município de Peniche apresentou a candidatura “Berlengas” (aprovada em 2011) e, em 2010, foi a vez do Município de Santana - Madeira apresentar a candidatura “Santana - Madeira” (aprovada em 2011).
Fonte dos Dados
Descrição da Fonte: http://www.icnf.pt/portal/naturaclas/ei/resource/img/mab/rb-geres-xures-map
Denominador da Escala da Fonte:
Fonte dos Dados
Descrição da Fonte: http://www.icnf.pt/portal/naturaclas/ei/resource/img/mab/rb-berleng-map
Denominador da Escala da Fonte:
Fonte dos Dados
Descrição da Fonte: http://www.icnf.pt/portal/naturaclas/ei/resource/img/mab/rbboquil-map
Denominador da Escala da Fonte:
Fonte dos Dados
Descrição da Fonte: http://www.icnf.pt/portal/naturaclas/ei/resource/doc/mab/rel-mab-12-13-en
Denominador da Escala da Fonte:
Relatório - Consistência de Domínio
Designação da Medida:
Identificação da Medida:
Descrição da Medida:
Tipo de Método de Avaliação:
Descrição do Método de Avaliação:
Data e Hora da Medição:
Resultado da Medição (Conformidade)
Elementos de Referência da Especificação de Conformidade
Titulo: REGULAMENTO (UE) N. o 1089/2010 DA COMISSÃO de 23 de Novembro de 2010 que estabelece as disposições de execução da Directiva 2007/2/CE do Parlamento Europeu e do Conselho relativamente à interoperabilidade dos conjuntos e serviços de dados geográficos
Título Alternativo:
Data de Referência: 2010-12-08, publication
Edição:
Data de Edição:
Identificador:
Série:
Explicação da Conformidade: Ver a especificação citada.
Decisão de Conformidade: false
Sistema de Referência
Nome do Sistema de Referência:
Código do Sistema de Referência: EPSG:http://www.opengis.net/def/crs/EPSG/0/3763
Nome do Sistema de Referência:
Código do Sistema de Referência: EPSG:http://www.opengis.net/def/crs/EPSG/0/3035
Metametadados
Identificador Único: 63406e7e-c71f-41a2-bc01-de3d2f0142e3
Idioma dos Metadados: Português
Contacto (pointOfContact)
Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, I.P., Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, I.P.
Telefone: (351) 213 507 900 , Fax:
Endereço: Avenida da República, nº 16 A e B, Lisboa, 1050-191, Portugal
Data dos Metadados: 2019-05-29
Designação da Norma e Perfil de Metadados : ISO 19115 Sistema de Metadados dos Açores
Versão da Norma de Metadados : v.0.9.1
Folha de Estilos "MIG Azul e Cinza Claro", 28 de Agosto de 2009